Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

ÀS SETE - Mundo repercute nesta quinta-feira a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel

Trump reconhece Jerusalém

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu, nesta quarta-feira, Jerusalém como a capital de Israel. A declaração era esperada desde que o presidente afirmou que mudaria a embaixada americana de Tel-Aviv para Jerusalém, ainda durante sua campanha à Casa Branca. Trump afirmou que o vice-presidente Mike Pence viajará para o Oriente Médio nos próximos dias, para reafirmar o compromisso americano em manter a paz e a luta contra o radicalismo na região. O anúncio foi duramente criticado por presidentes de países do Oriente Médio e lideranças internacionais. Ontem, a Liga Árabe realizou uma reunião de emergência para discutir a decisão de Trump, e o papa Francisco pediu que Jerusalém seja mantida como uma cidade sem nação.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Selic: novo patamar histórico

O Comitê de Política Monetária anunciou nesta quarta-feira o corte da taxa básica de juros da economia brasileira de 7,5% para 7% ao ano. Essa foi a décima redução seguida na Selic e representa o patamar mais baixo da taxa durante o Plano Real. O menor patamar até então foi 7,25% visto em outubro de 2012. O comitê afirmou, em comunicado que, caso o cenário básico evolui conforme o esperado, e em razão do estágio do ciclo de flexibilização, vê uma nova redução moderada na magnitude de flexibilização monetária. O comunicado corrobora a visão de alguns economistas que previam que a taxa Selic poderia cair a um patamar de 6,5% no próximo ano.

_

Queda na produção de veículos

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) afirmou, nesta quarta-feira, que a produção de veículos no Brasil teve uma queda de 0,3% em novembro. No mês passado, a indústria brasileira produziu 249.100 carros, comerciais leves, caminhões e ônibus. No mês passado, as vendas atingiram 204.200 veículos no país, expansão de 0,7% na comparação mensal e de 14,6% se comparado com o mesmo mês, em 2016. As vendas externas de veículos e máquinas agrícolas somaram 1,42 bilhão de dólares em novembro, alta anual de 31,4%.

_

Venda de parte do BNDESPar

O presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, afirmou nesta quarta-feira que pretende anunciar no começo de 2018 a venda de parte da carteira do BNDESPar. Segundo Rabello de Castro, o volume a ser negociado ainda está sendo calculado, mas deve ser anunciado no início do ano que vem. O BNDESPar é a companhia financeira do banco. Rabello de Castro afirmou ainda que a venda de parte da carteira visa estabelecer novas frentes de empréstimos futuros do banco. O banco estima elevar os desembolsos para 150 bilhões de reais em 2022, ante 70 bilhões de reais neste ano, disse Rabello de Castro.

MPF entra com ação contra Guido Mantega e Graça Foster

O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro entrou com uma ação civil pública contra o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e a ex-presidente da Petrobras Graça Foster por improbidade administrativa. Na ação, os procuradores acusam Mantega, Foster e ex-integrantes do conselho de administração da Petrobras de manipular a política de preços da gasolina para represar a inflação nos anos de 2013 e 2014. “Em realidade, eles atuavam segundo orientação do governo federal, que intentava segurar a inflação, tendo em vista as eleições presidenciais de 2014”, afirmam os procuradores. Também constam do processo a ex-ministra do Planejamento Miriam Belchior, o ex-presidente do BNDES Luciano Coutinho, o ex-ministro de Minas e Energia Marcio Pereira Zimmermann, o general Francisco Roberto de Albuquerque e o conselheiro da estatal José Maria Ferreira Rangel.

Doria diz que vai até o fim

João Doria reagiu às afirmações de correligionários tucanos, publicadas no blog de Dora Kramer, na revista VEJA, segundo às quais estaria detestando ser prefeito de São Paulo e, por isso, disposto a qualquer negócio para mudar de cargo. O prefeito telefonou assegurando: “Meu negócio é prefeitar até o fim do mandato”. Concorda que deu outra impressão ao viajar pelo país e deixar fluir as especulações de que seria candidato e admite também que esses movimentos irritaram os paulistanos. Disse que vai mudar de atitude, fazer menos marketing. Não obstante, segue ligado na comunicação intensa. “Não vou mudar, mas vou ajustar.”

Putin vai concorrer à reeleição

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quarta-feira que vai se candidatar à reeleição para presidente. Segundo ele, a candidatura foi motivada por um desejo de melhorar a vida da população russa e tornar o país mais forte. A candidatura já era esperada por seu partido. Na semana passada, o primeiro-ministro russo, Dimitri Medvedev, afirmou que apoiará Putin em qualquer decisão. Putin e Medvedev alternam os postos desde 2000. Ele já foi presidente do país entre 2000 e 2008 e voltou ao cargo em 2012. Se eleito, ele ficará na presidência até 2024. As eleições estão agendadas para março de 2018.

Marinha argentina ocultou chamados

O jornal argentino Clarín divulgou nesta quarta-feira que a Marinha argentina omitiu do Ministério da Defesa oito ligações do submarino desaparecido. Segundo o jornal, o submarino ARA San Juan telefonou oito vezes antes de desaparecer no dia 15 de novembro. A chamada mais longa durou 13 minutos. Ainda não se sabe o conteúdo das ligações. Questionado, o porta-voz da Marinha, Enrique Balbi, afirmou que as chamadas não eram de emergência, e não sabia se elas teriam sido gravadas. Nas últimas semanas, a Marinha argentina e embarcações internacionais realizaram buscas pelo submarino, que tinha 44 tripulantes. Na semana passada, o governo argentino declarou que eles estavam mortos devido à falta de oxigênio no submarino. Ainda é desconhecido o motivo de seu desaparecimento.

Homem acusado de tentar matar May

Um homem foi apresentado à Corte britânica, nesta quarta-feira, sob a acusação de ter planejado o assassinato da primeira-ministra britânica, Theresa May. Naa‘imur Rahman, de 20 anos, teria planejado detonar uma bomba no escritório de May, na Downing Street, e depois se suicidar com um colete de bombas. Na semana passada, quando foi preso, carregava dois explosivos. Além dele, Mohammed Imran, de 21 anos, foi acusado de planejar um atentado no país. Os dois serão julgados no dia 20 de dezembro. Downing Street é o endereço oficial dos primeiros-ministros britânicos.

15.000 africanos deixam seu país por dia

Um relatório do Centro de Monitoramento do Deslocamento Interno (ou IDMC, do inglês Internal Displacement Monitoring Centre) divulgou que 15.000 africanos deixam seus países todos os dias por causa de conflitos nacionais. Publicado nesta quarta-feira, o relatório ainda apontou que 75% das migrações são causadas por conflitos nas regiões; os outros 25% são causados por violência e catástrofes. Segundo o IDMC, os países que mais “perdem” cidadãos são Sudão do Sul, Congo e Nigéria. Em 2016, por exemplo, 997.000 pessoas deixaram o Congo para escapar dos conflitos étnicos no país.