Trump é o Dalai Lama comparado com Bolsonaro, diz presidente da Abraji

Daniel Bramatti participou de um painel da assembleia da SIP sobre a evolução da fraude nos processos eleitorais

Salta – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, “é o Dalai Lama comparado com Bolsonaro”, afirmou neste domingo na assembleia da SIP, realizada na cidade argentina de Salta, o presidente da Associação Brasileira de Jornalismo de Investigação, Daniel Bramatti.

Bramatti participou de um painel da assembleia da SIP sobre a evolução da fraude nos processos eleitorais, no qual também interveio o jornalista argentino Carlos Pagni, dizendo que o que acontece nos EUA e no Brasil “é a política regida pela negatividade”.

O jornalista brasileiro afirmou que tinha informação de que se o candidato Jair Bolsonaro (PSL) não passasse pelo primeiro turno “ia denunciar uma fraude”

“Que se pode esperar do fenômeno Bolsonaro?”, se perguntou Bramatti, mostrando sua preocupação porque o candidato, ex-capitão do exército brasileiro, “vem com ameaças aos grandes veículos de comunicação”.

Sobre esta questão, Pagni lembrou que existem fenômenos populistas “que se baseiam na agressão aos veículos de imprensa” e destacou que “a democracia se baseia na transparência informativa”.

A SIP, entidade privada sem fins lucrativos dedicada à defesa e promoção da liberdade de imprensa e de expressão nas Américas, é integrada por editores e diretores de mais de 1.300 veículos de comunicação do continente americano e tem sede em Miami (EUA).

Sua 74ª assembleia termina nesta segunda-feira depois da aprovação da Declaração Digital e do encerramento da reunião pelo presidente argentino, Mauricio Macri.