Tropa de Choque da PM detém mais de 40 manifestantes no Rio

Prisões ocorreram após os protestos do Dia do Professor, ocorridos em várias áreas da região central da cidade

Rio de Janeiro – Pelo menos 45 pessoas foram detidas pela Polícia Militar (PM) nas ações de quebra-quebra e depredações ocorridas na noite de hoje (16), após os protestos do Dia do Professor, ocorridos em várias áreas da região central da cidade e bairros próximos. O balanço do número de detidos é do Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH).

De acordo com o advogado Felipe Coelho, que está prestando assistência aos detidos, “somente na 17ª Delegacia Policial [DP], no bairro de São Cristóvão, na zona norte da cidade, há pelo menos 30 detidos, a maioria adolescentes”. Ele disse ainda que mais detidos foram levados para a 5ª DP, na Avenida Mem de Sá, na Lapa; para a 19ª DP, na Tijuca; e para a 12ª DP, em Copacabana.

O número de detidos deve aumentar, pois a Tropa de Choque isolou nas escadarias do Palácio Pedro Ernesto, na Cinelândia, dezenas de jovens que estão sendo revistados e quase todos colocados em dois micro-ônibus da PM e em um ônibus e levados detidos para várias delegacias. Quando os ônibus começaram a deixar o local, um grupo de manifestantes tudo tentou impedir a saída dos veículos, mas foram dispersados por bombas de gás.