Torcedores reclamam de ingressos roubados no Castelão

Mesmo tendo foto do bilhete com nome deles impresso, torcedores não vão poder ver entrar no estádio para ver a partida

Fortaleza – Cerca de 200 torcedores, a maioria de brasileiros, já se dirigiram à delegacia instalada dentro da Arena Castelão para reclamar que tiveram ingressos roubados para o jogo entre Brasil e Colômbia, que acontece na tarde desta sexta-feira, pelas quartas de final da Copa do Mundo.

E, mesmo tendo foto do bilhete com nome deles impresso, não vão poder ver entrar no estádio para ver a partida.

“Um amigo nosso estava com todos os ingressos e foi roubado. Eram cinco bilhetes e pagamos 660 reais em cada um deles. Ele sentiu que colocaram a mão no bolso dele e puxaram. Quando olhou, o rapaz saiu correndo. Tinha um policial do lado. Ele avisou o policial, mas o policial ficou parado e não fez nada”, contou Rafael Grein, uma das vítimas que foi prestar queixa na delegacia.

“A gente estava na fila e três mulheres nos encurralaram para desviar a atenção e, quando vimos, não estávamos mais com os ingressos. A gente tinha visto os bilhetes segundos antes para ver qual era a entrada e estávamos a pouco metros da catraca”, disse Rosimeri Alves, outra vítima de roubo nos arredores da Arena Castelão, na tarde desta sexta-feira, em Fortaleza.

“A gente já fez mais de 50 boletins de ocorrência, mas não tenho noção do total de ingressos roubados”, disse Romério Almeida, delegado responsável pela unidade no Castelão.

“A Fifa não quer contribuir. O ingresso tem nome, o pessoal tem foto dos ingressos e não custava nada ir até o lugar para ver se tem alguém sentado no assento da pessoa. A gente aqui só está fazendo o B.O. e encaminhando o caso”, completou ele.