Teste noturno medirá danos em Angra 1, informa Eletronuclear

Segundo a Eletronuclear, só após a realização do teste será possível determinar o tempo necessário para reparar o problem

Rio – Técnicos da Eletronuclear realizam na noite desta quinta-feira, 19, o primeiro teste para avaliar a extensão dos danos em um condensador da usina nuclear Angra 1. A falha levou ao desligamento da unidade do Sistema Interligado Nacional, à 00h22 de hoje.

Segundo a Eletronuclear, só após a realização do teste será possível determinar o tempo necessário para reparar o problema.

Por enquanto, a companhia afirma que não há previsão para o religamento da usina.

A parada de Angra 1 foi causada por um rompimento num tubo de um dos condensadores que resfriam o vapor usado para mover o gerador elétrico da usina.

A Eletronuclear explicou que o desligamento foi necessário para preservar a integridade de outros equipamentos, como os geradores de vapor.

A companhia afirma que o condensador não faz parte dos equipamentos da área nuclear, portanto, não houve nenhum outro tipo de risco aos trabalhadores, à população ou ao meio ambiente.