Temer receberá presidência do Mercosul amanhã

Às 13h de amanhã (20), está prevista a cerimônia de transmissão da presidência do Mercosul ao Brasil, quando Temer fará um discurso

Mendoza – O presidente Michel Temer chegará na noite desta quinta-feira, 20, em Mendoza, na Argentina, acompanhado de ministros e parlamentares para participar amanhã de reuniões da 50ª Cúpula do Mercosul.

Na comitiva do presidente estarão o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, das Cidades, Bruno Araujo; da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, que virá com sua esposa, e o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes.

Além disso, também integra a comitiva presidencial o deputado Fábio Ramalho, que estaria como presidente da Câmara com Rodrigo Maia assumindo a presidência.

Pela programação oficial, Temer desembarca na Argentina às 21h10 desta quinta-feira.

Não há compromissos oficiais hoje. Amanhã, a agenda de Temer em Mendoza começa às 10h20 com a sessão plenária dos Estados membros do Mercosul, Associados e México.

A reunião será fechada à imprensa.

A previsão é que ainda na parte da manhã, por volta das 11h45, aconteça a assinatura do acordo bilateral sobre bitributação com a Argentina.

O tema está sendo discutido hoje em reunião preliminares dos ministros da Fazenda, mas sem a participação de Meirelles, que está no Brasil e é representado pelo secretário-executivo.

O acordo, que será assinado por Aloysio Nunes e Meirelles com os ministros argentinos amanhã é um protocolo de emenda a convenção já ratificada pelos dois países para evitar a dupla tributação e prevenir a evasão fiscal em matéria de impostos sobre a renda.

Transmissão

Às 13h, está prevista a cerimônia de transmissão da presidência Pro Tempore do Mercosul ao Brasil, quando Temer fará um discurso, que será acompanhado pela imprensa.

Conforme anunciou ontem o porta-voz do presidente Alexandre Parola, Temer ressaltará como uma de suas prioridades as negociações do bloco com a União Europeia e destacará novas frentes negociadoras, mencionando o diálogo exploratório com o Canadá e com parceiros asiáticos.

“Em Mendoza, o presidente anunciará as prioridades da presidência brasileira”, disse o porta-voz.

“Ele enfatizará ainda a importância de concluir-se o acordo sobre compras governamentais; a continuidade da eliminação de barreiras ao comércio entre os sócios; a harmonização de normas técnicas; e o monitoramento atento da situação na Venezuela”, disse.

Às 13h30 está prevista a foto oficial do evento com todos os chefes de Estado, seguido de um almoço, que será fechado à imprensa.

A previsão é que o deslocamento do presidente para o aeroporto aconteça às 15 horas, com embarque da sua comitiva agendado para as 15h45.