Temer pede suspensão de inquérito no STF

Presidente também questionou legitimidade de gravação feita por executivo da JBS, divulgada em delação premiada

Brasília – O presidente Michel Temer afirmou neste sábado, em pronunciamento no Palácio do Planalto, que pedirá ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão do inquérito aberto por autorização do ministro Edson Fachin para investigá-lo por corrupção e obstrução da justiça.

Veja também

Temer também questionou a legitimidade da gravação de uma conversa entre ele e um dos donos do grupo JBS, Joesley Batista, feita pelo empresário, que se tornou delator na operação Lava Jato. A Procuradoria-Geral da República (PGR) interpretou que, no áudio, o presidente concordou com a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha, que está preso por corrupção. EFE