Temer faz reunião com interventor do Rio, ministro da defesa e GSI

Esta é a primeira vez que eles se reúnem após o governo enviar ao Congresso a Medida Provisória liberando R$ 1,2 bilhão para ações da intervenção

Brasília – O presidente Michel Temer está reunido neste momento, no Palácio do Planalto, com o interventor da segurança no Rio de Janeiro, General Braga Netto, e o ministro da Defesa, General Silva e Luna.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI), General Sérgio Etchegoyen, também participa do encontro, que foi incluído há pouco na agenda oficial.

De acordo com fontes, a reunião deve tratar sobre questão orçamentária para ações no Rio. Esta é a primeira vez que eles se reúnem após o governo enviar ao Congresso, na semana passada, a Medida Provisória liberando R$ 1,2 bilhão para ações da intervenção.

A verba poderá ser usada na compra de equipamentos e infraestrutura logística, como armas e viaturas para polícias Civil e Militar. O dinheiro não pode custear o passivo de salários em atraso, nem servir para a contratação de concursados.

Polêmica

Na terça-feira, 3, Braga Netto endossou, por meio de postagem nas redes sociais do Gabinete de Intervenção Federal, a mensagem em que o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, repudiou a impunidade, na véspera do julgamento de um recurso contra a prisão do ex-presidente Lula no Supremo Tribunal Federal.

A equipe de Braga Netto redistribuiu no Twitter as postagens do comandante do Exército: “Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”, questionou Villas Bôas numa delas.

Braga Netto afirmou: “Soldado, líder e cidadão: nosso comandante!”, em comentário de apoio a Villas Bôas.