Temer: encontrei uma “terra arrasada” ao assumir a presidência

Em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, presidente fala da Lava Jato, popularidade, parlamentarismo e outros assuntos

São Paulo – Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, o presidente Michel Temer disse ter encontrado uma “terra arrasada” ao assumir a presidência do país.

“Correios, por exemplo, que é uma instituição respeitada, teve bilhões de prejuízo. Há mais de dois anos e meio não se fazia uma revisão de auxílio-doença… essas coisas que surpreenderam”, disse ele.

Temer disse no começo da entrevista que não se interessa pela reeleição e que sabe de sua baixa popularidade.

Questionado sobre o vácuo político que parece atingir, não só o país, como o mundo, o presidente afirmou não querer fazer comentários para não atrapalhar o Governo.

“A disputa parlamentar acontece dentro do partido e entre outros partidos, então não é um debate que eu quero incentivar agora”, comentou ele.

Para ele, o povo está mais preocupado com resultados do que com liderança, a representatividade por meio de uma única pessoa.

“No passado, tínhamos muitas figuras exponenciais e eu acho ruim porque penso que o Governo precisa ser descentralizado”, falou Temer. “Se estivéssemos no parlamentarismo essa discussão nem aconteceria”, comentou ele, deixando claro, depois, que é a favor do sistema.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. jeadnkd ffieiqmd

    A michele consegue ser 100% ridicula. No passado tinhamos figuras exponencias, agora não temos nenhum, grande governante.

  2. dayana lopess

    Por favor, consertem a palavra descentralizado. Falta o s.

  3. Jorge Afonso

    O Brasil está arrasado há 30 anos. Desde que essa quadrilha foi anistiada e passou a governar o país.

  4. Elias Jamil Accaoui

    Small Michel vc fazia parte desse governo.Se esqueceu? Tem gente q é cara de pau

  5. Ruy Conolly Peixoto

    Lógico que ele não pensa em reeleição, ele é ficha suja, logo é inelegível! Muita cara de pau falar uma porcaria dessas e pior ainda é a revista postar esse comentário.