Temer deve reunir mais de 150 líderes empresariais no Planalto

Segundo fontes, a reunião tem como objetivo basicamente defender a reforma da Previdência

Brasília – A reunião do presidente da República, Michel Temer, com líderes empresariais, agendada para as 17h30 desta terça-feira, 12, acabou se transformando em um evento, que deve ser aberto à imprensa.

A expectativa é que cerca de 150 empresários compareçam à reunião que, segundo fontes, tem como objetivo basicamente defender a reforma da Previdência.

Conforme mostrou o jornal O Estado de S. Paulo, os empresários entraram para valer na campanha de convencimento dos deputados para aprovarem a reforma.

Com poucos dias para angariar votos a favor da proposta, o empresariado decidiu ir além de e-mails, telefonemas e mensagens de celular, para, literalmente, bater à porta dos parlamentares.

Representantes da indústria de construção estão visitando a casa dos deputados para pedir voto.

Pela manhã, Temer já participou de evento com empresários do agronegócio na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e fez uma cobrança por argumentos dos deputados que justifiquem um voto contrário a reforma.

Na reunião da tarde desta terça-feira estão convidados representantes da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Confederação Nacional da Indústria (CNI), Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Confederação Nacional do Transporte (CNT), Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Federação Nacional dos Bancos (Fenabran), entre outras.