Técnicos do BC param por duas horas

Os técnicos querem a exigência de nível superior nos concursos do BC para os cargos de nível técnico

Brasília – Técnicos do Banco Central (BC) fazem hoje (26) uma paralisação de duas horas, entre 10h e 12h, para reivindicar a modernização da carreira.

Eles querem a exigência de nível superior nos concursos do BC para os cargos de nível técnico. Atualmente, só há a exigência de nível superior para os analistas.

Segundo o presidente do Sindicato dos Técnicos do Banco Central em Brasília, José Willekens Brasil, atualmente os técnicos recebem 38% do salário dos analistas.

De acordo com ele, a medida equipararia os salários.

Além disso, Willekens disse haver desvios de função no BC, com analistas exercendo as mesmas funções dos técnicos, mas com salário maior.

Willekens disse ainda que o próprio BC já elaborou notas técnicas, sugerindo a mudança, mas “não houve vontade política”.

De acordo com uma dessas notas técnicas, de 2006, repassada pelo sindicato, ao longo dos anos, o BC assumiu novos desafios, sendo necessário o “enriquecimento” do trabalho dos técnicos.

O texto informa ainda que a diferenciação entre as carreiras ocorre pela natureza estratégica das atividades dos analistas, ante a característica predominantemente operacional dos técnicos.

No último dia 5, os técnicos também fizeram uma paralisação, de uma hora.

Segundo o sindicato, 180 técnicos do total de 270 de Brasília pararam de trabalhar naquele dia.

O BC disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que não vai se pronunciar sobre o assunto.