Taques deseja sucesso a Renan e não se sente derrotado

Renan teve 56 votos, contra 18 de Pedro Taques, além de dois votos brancos e dois nulos

Brasília – Ao deixar o plenário do Senado hoje (1º), o candidato derrotado à presidência da casa, Pedro Taques (PDT-MT), parabenizou o senador Renan Calheiros (PMDB- AL) pela eleição e falou da expectativa para esta legislatura. “Nós confiamos que o senador Renan Calheiros, e a mesa que será eleita agora à tarde, possa de alguma maneira mostrar para a sociedade brasileira que aqui nós estamos para servir a sociedade e não para nos servirmos da sociedade”, disse.

Renan teve 56 votos, contra 18 de Pedro Taques. A eleição também teve dois votos brancos e dois nulos. Depois do carnaval, o PDT e os partidos que apoiaram Taques – PSDB, DEM, PSOL e PSB – vão se reunir para discutir como vão atuar. “Nós temos que entender que a maioria venceu. Nós temos que acatar o resultado, respeitar os senadores que assim votaram. Nós não podemos sair desta eleição como derrotados. Penso que a sociedade brasileira tenha sido vitoriosa em razão da existência do debate. Quero aqui cumprimentar o senador Renan e desejar a ele sucesso, desejar a ele que o Senado seja o que nós todos desejamos”, declarou Taques.

O senador disse ainda que agora é preciso aguardar a manifestação do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a denúncia oferecida na última sexta-feira (25), pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, contra Calheiros. Para Pedro Taques, o fato de o presidente eleito pelo Senado ter sido absolvido em 2007 pelo Conselho de Ética da casa não significa nada porque as “ instâncias são diversas”.