TAM pede voos internacionais fretados

Companhia já alterou sua malha aérea doméstica para o período de 10 de junho a 15 de julho de 2014, durante a Copa do Mundo

São Paulo – A TAM Linhas Aéreas informou nesta quinta-feira, 20, que já alterou sua malha aérea doméstica para o período de 10 de junho a 15 de julho de 2014, durante a Copa do Mundo. O ajuste envolveu 31% da malha, que incluiu 750 novos voos domésticos. A aérea informou que ainda trabalha no ajuste fino e na aprovação de pequena parcela remanescente dos pedidos de voos. Além disso, informou que juntamente com a LAN já solicitou à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a autorização para operar até 201 voos internacionais fretados durante o evento.

Com as alterações já realizadas na malha nacional, 81% dos voos domésticos da TAM serão operados em aeroportos de cidades-sede durante a competição, com uma média diária de 43 voos domésticos nessas localidades. Em junho e julho de 2014, a oferta total da empresa será de 7 milhões de assentos em todo o Brasil.

“Esta nova malha é necessária e começamos a planejá-la no último ano. Ela não é resultado de um aumento da demanda geral por voos no período do torneio, mas reflete a nossa capacidade de adaptar as operações aéreas a uma dinâmica de viagens totalmente diferente e específica”, disse a presidente da TAM Linhas Aéreas, Claudia Sender, por meio de nota.

Conforme informou, a TAM vai operar, ao todo, mais de 22 mil voos dentro do País durante a competição e prevê manter a atual média diária total de 800 voos, com cerca de 640 operações domésticas por dia. A empresa reiterou que, para colocar em operação a sua nova malha aérea, investirá mais de R$ 50 milhões.

A companhia explicou que as alterações na malha foram definidas após avaliar todas as aprovações concedidas pela Anac e decidir sobre todos os itinerários percorridos por suas aeronaves (trilhos, no jargão do setor) que poderiam ser confirmados para o período do torneio. Em meados de janeiro, quando a agência reguladora anunciou as aprovações, a TAM tinha informado que analisaria as respostas da Anac e que a publicação das alterações da operação da companhia para o período da competição ocorreria de forma contínua, até meados de fevereiro. A TAM havia solicitado à Anac cerca de 850 voos domésticos extras, além de 200 internacionais.

No caso dos voos internacionais, TAM e LAN vão operar mais de 300 novos voos com destino ou origem no Brasil em junho e julho de 2014. Os países com maior incremento de número de voos com destino ao Brasil no período são Argentina, Chile e Inglaterra. A TAM salientou que juntamente com a LAN, ofertará voos próprios para um terço dos países classificados para a competição.

Preços

A TAM também salientou que as passagens aéreas para os novos voos domésticos já estão disponíveis, “com preços competitivos e acessíveis”. Segundo a empresa, 80% das passagens aéreas domésticas já comercializadas para o período do evento foram vendidas por preços abaixo de R$ 500,00.

E salientou que, atualmente, 50% dos bilhetes domésticos disponíveis para venda estão sendo oferecidos abaixo deste valor, e 30% estão sendo comercializados por menos de R$ 200,00.