SUS oferecerá teste oral para aids em 2014

Com novo teste, resultado ficará pronto em até 30 minutos

Brasília – Um novo teste rápido de aids realizado por fluido oral estará disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de março de 2014, informou nesta quarta-feira o Ministério da Saúde. O resultado ficará pronto em até 30 minutos. Em um primeiro momento, o teste será utilizado por 40 ONGs parceiras do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde que atuam em 21 Estados e no Distrito Federal.

Segundo o Ministério da Saúde, terão prioridade ao novo método, durante essa fase inicial – prevista para iniciar em março do próximo ano – as populações prioritárias que apresentam maior vulnerabilidade à infecção pelo HIV (homens que fazem sexo com homens, gays, profissionais do sexo, travestis, transexuais, pessoas que usam drogas, pessoas privadas de liberdade e em situação de rua).

“Em um segundo momento, o diagnóstico estará disponível para todas as pessoas que quiserem realizá-lo, inclusive como autoexame. A sua grande vantagem é a segurança e a confiabilidade, além de não necessitar de infraestrutura laboratorial”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em nota.

A partir do segundo semestre do próximo ano, o novo diagnóstico será ofertado para a população em todas as campanhas do “Fique Sabendo”, nos serviços do SUS que atendem as populações vulneráveis e nas farmácias da rede pública. Testes com essa metodologia e que tiverem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também poderão ser vendidos em farmácias da rede privada. “As pessoas que, eventualmente, não se sintam à vontade para ir a um centro de saúde ou num laboratório, poderão fazer o teste com privacidade, em sua própria casa, no horário e da forma que quiserem”, disse o ministro.

Sobre o tema, a Secretaria de Vigilância em Saúde do ministério publicou no Diário Oficialda União desta quarta-feira a portaria nº 29, que aprova o Manual Técnico para o Diagnóstico da Infecção pelo HIV em Adultos e Crianças.