STF inicia sexta sessão de julgamento do mensalão

Na sessão de hoje serão julgados os recursos do publicitário Cristiano Paz, do ex-deputado federal Pedro Correa e do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu

Brasília – O Supremo Tribunal Federal (STF) retomou hoje (29) o julgamento dos recursos dos condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão. A sessão foi reiniciada com a análise do recurso do publicitário Cristiano Paz.

É a sexta sessão exclusiva de análise dos embargos de declaração, recursos usados para corrigir omissões ou contradições no acórdão, o texto final do julgamento.

Na sessão de hoje também devem ser julgados os recursos do ex-deputado federal Pedro Correa, do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, do deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), do ex-assessor do PP João Cláudio Genú e do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.

Ontem (28), o Supremo negou mais três recursos para redução de penas de réus condenados no processo. Os ministros julgaram os embargos do publicitário Marcos Valério, do ex-presidente do PT José Genoino e do deputado federal Pedro Henry (PP-MT). Desde o início do julgamento, no dia 14 deste mês, 16 dos 25 recursos foram negados.