Por 6 a 5, STF admite aval do Congresso para afastar políticos

Ação sobre o tema foi protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento interfere diretamente na decisão que afastou o senador Aécio Neves

São Paulo – O STF debateu hoje sobre a necessidade de autorização do Congresso para que a Corte decida sobre o afastamento de parlamentares. Por 6 votos a 5, a Casa decidiu a favor de aplicar medidas cautelares contra parlamentares – o que inclui afastamento da função -, mas com necessidade de um aval do Congresso.

A opinião de Fachin, que é relator do caso, é a favor que o Supremo Tribunal Federal possa decidir o afastamento de políticos de seus mandatos sem consultar o Congresso.

A ação sobre o tema foi protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento vai interferir diretamente na decisão que afastou o senador Aécio Neves do mandato.

Veja como cada ministro votou:

Edson Fachin – contra o Congresso rever decisões sobre políticos

Alexandre de Moraes – a favor

Luís Roberto Barroso – contra

Rosa Weber – contra

Luiz Fux – contra

Dias Toffoli – a favor

Ricardo Lewandowski – a favor

Gilmar Mendes – a favor

Marco Aurélio – a favor

Celso de Mello – contra

Cármen Lúcia – a favor

Acompanhe a sessão:

 

Leia a íntegra do voto de Fachin

O portal Jota disponibilizou a íntegra do voto de Edson Fachin. Leia:

Íntegra do voto de Edson Fachin na sessão do STF de 11/10/2017 by EXAME.com on Scribd

Caso era sobre Cunha

Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara dos Deputados ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares.

A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato.

Em parecer enviado ao Supremo na semana passada, a advocacia do Senado sustenta que parlamentares não podem ser afastados do mandato por decisão judicial.

De acordo com a Casa, a Constituição não autoriza o afastamento ou a suspensão do mandato de um parlamentar.
Além disso, segundo o entendimento, todas as medidas cautelares penais direcionadas a parlamentares são inconstitucionais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Ariovaldo Leite Júnior

    Fato da falta do que fazer e objetividade. Literalmente jogando o dinheiro do contribuinte no LIXO.

  2. sinesio gimene

    o quadrilhao do stf , sao os bandidos de sempre o supremo de bandidos defendendo bandidos, enquato estes animais pertecerem ao stf o brasil nao tem jeito nao, Alexandre de Moraes , Gilmar Mendes , Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski sao os bandidos do stf e ninguem pode fazer nada nao , nao podemos tirar os bandidos da corte? isto esta muito errado, demais da conta, uma hora explode espero que seja logo, esta demais da conta, nao da nao

  3. sinesio gimene

    o boca de sapo tem que ser preso e nao ministro do stf, bandidos ajudando bandidos politicos, bandidos escolhendo bandidos no stf de bandidos nao da

  4. ViP Berbigao

    É de ficar estarrecido como 11 pessoais não se dão conta do papel ridículo de serem manipulados. Não é a toa q temos esse Judiciário paquidérmico e perdulário sem similar em lugar algum do planeta.

  5. ViP Berbigao

    É de ficar estarrecido como 11 pessoais não se dão conta do papel ridículo de serem manipuladas. Não é a toa q temos esse Judiciário paquidérmico e perdulário sem similar em lugar nenhum do planeta.

  6. ViP Berbigao

    É de ficar estarrecido como 11 pessoais não se dão conta do papel ridículo de serem manipuladas. Não é a toa q temos esse Judiciário paquidérmico e perdulário sem similar em lugar nenhum do planeta.

  7. sinesio gimene

    eles sabem o que eles fazem , eles tem consciencia que sao bandidos , isto sim é abuso de poder, este quadrilhao nao esta nem ai com o brasil eles estao sim preucupados com eles defendem o bandidos politicos, sao pessoas nao sao animais sem escrupulos