STF decide julgar recursos de condenados por crime

A fórmula foi proposta pelo ministro Luiz Fux, relator dos recursos, e aceita pelos demais ministros

Brasília – Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram há pouco julgar os recursos dos condenados em bloco por crime

A fórmula foi proposta pelo ministro Luiz Fux, relator dos recursos, e aceita pelos demais ministros. Por essa metodologia, não haverá votação na sessão desta tarde dos condenados.

Nesta tarde, o relator vai apresentar o resumo do julgamento dos condenados pelo crime de formação de quadrilha.

Depois, foi estabelecido um prazo de 75 minutos para a defesa de todos os condenados por esse crime falarem e 30 minutos para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defender a manutenção das condenações.

O resultado do julgamento ficará para a semana que vem porque, da defesa dos oito condenados do processo por formação de quadrilha, apenas cinco deles constavam da pauta.

No início da sessão, Luiz Fux lê o relatório do núcleo petista condenado por formação de quadrilha: José Dirceu, Delúbio Soares e José Genoino.