SP repassará R$ 55 para alimentação de famílias com alunos em quarentena

Valor, segundo anunciou João Doria, será para suprir a suspensão das merendas nas escolas devido à quarentena pelo coronavírus

Enquanto durar a suspensão das aulas no estado de São Paulo por conta do coronavírus, o governo vai repassar uma ajuda de custo de 55 reais para alimentação das famílias de 700 mil alunos da rede pública estadual.

O investimento será de 40,5 milhões de reais por mês e começará a ser pago em 1º de abril. A medida foi anunciada nesta quarta-feira, 25, em entrevista coletiva do governador João Doria (PSDB).

O pagamento será feito aos estudantes de famílias que vivem em situação de extrema pobreza. “O objetivo é que as famílias mais carentes tenham acesso à alimentação de seus filhos no período em que a merenda escolar estará suspensa”, diz Doria.

Serão beneficiados os estudantes cujas famílias recebem o Bolsa Família, bem como aqueles que vivem em condição de extrema pobreza, de acordo com o Cadastro Único do Governo Federal.

“Além de um direito, a merenda escolar é uma garantia de capacidade para o pleno desenvolvimento dos estudantes”, afirma o Secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares.

Para identificar os alunos, haverá um cruzamento de dados entre as bases da Secretaria de Estado da Educação e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

A Secretaria de Estado da Educação, em parceria com a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), estuda uma alternativa de aproveitar os alimentos perecíveis destinados para a merenda que estão estocados nas escolas.

No Brasil, há 2.201 casos confirmados e 46 óbitos. O estado de São Paulo é o que tem está mais atingido pela doença: são 810 pacientes confirmados com a doença e 40 óbitos, todos ocorreram na Grande São Paulo.