Sobre declarações de Lupi, Dilma diz que “passado simplesmente passou”

O Ministério do Trabalho é alvo de denúncias de cobrança de propina a ONGs

Brasília – A presidente Dilma Rousseff disse hoje (10) a jornalistas que “o passado simplesmente passou” ao ser perguntada sobre a declaração do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, de que só deixaria a pasta “abatido à bala”. O Ministério do Trabalho é alvo de denúncias de cobrança de propina a organizações não governamentais.

Segundo ela, o assunto não abala o governo e não há sinal de crise. “Que crise no Ministério do Trabalho”, indagou.

No último dia 8, o ministro Carlos Lupi deu uma entrevista coletiva em que afirmou que só sairia do ministério “abatido à bala”. Ontem (9), após Lupi ter se reunido, no Palácio do Planalto, com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, o PDT, partido do ministro, divulgou uma nota negando que ele tenha desafiado Dilma.

“As declarações do ministro Carlos Lupi durante coletiva, na sede nacional do PDT, não foram de ameaça à presidente Dilma Rousseff ou a quem quer que seja, mas sim um desafio aos acusadores anônimos”, informa a nota do partido.