Só crescimento tira Brasil de situação, diz Renan sobre S&P

Presidente do Senado lamentou a perda do grau de investimento do país pela Standard & Poor's

Brasília – O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), lamentou nesta noite de quarta-feira, 9, a perda do grau de investimento do país pela Standard & Poor’s e avaliou que “só a retomada do crescimento tira o Brasil dessa situação”.

Em uma rápida entrevista ao deixar o plenário do Senado, Renan avaliou que reformas estruturais e a eficiência aos gastos públicos podem ser instrumentos para a retomada do crescimento.

“Definitivamente precisamos de reformas estruturais e de dar eficiência ao gasto público”, disse Renan.

Ainda segundo ele, o poder Legislativo, especialmente, o Senado, ajudou o governo na superação das dificuldades, com a aprovação de medidas de ajuste fiscal. “Estamos fazendo tudo para superar essas dificuldades”, concluiu.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), admitiu que a decisão da Standard & Poor’s de retirar o grau de investimento do país era esperada pelo governo.

“É um momento difícil que a gente está vivendo, a instabilidade política, somada com as dificuldades econômicas, e era uma coisa que de certa forma o governo já estava contando com a possibilidade de acontecer. Mas vamos procurando restabelecer este equilíbrio dessas contas públicas, retomar o crescimento, para que se readquira a confiabilidade”, afirmou o petista.

Questionado pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, sobre o fato de que a oposição disse que o governo não fez o “dever de casa”, Costa rebateu: “Alguém tem condição de preservar a condição de um país que possa receber investimento com o grau de instabilidade política que nós estamos vivendo e que a oposição é um dos grandes responsáveis por isso? Não existe.”