SIP pede que governos protejam jornalistas

"Os governos de direita, de esquerda e de centro devem proteger aos jornalistas, inclusive os que discordam de sua política", disse Milton Coleman

São Paulo- O presidente da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), Milton Coleman, pediu nesta segunda-feira aos governos do continente que garantam a proteção dos jornalistas sem importar sua orientação política.

“Os governos de direita, de esquerda e de centro devem proteger aos jornalistas, inclusive os que discordam” de sua política, disse Coleman em São Paulo durante o ato oficial de inauguração da 68ª Assembleia Geral da SIP.

Segundo Coleman, do jornal “The Washington Post”, em alguns lugares do continente “a liberdade de imprensa é desafiada por governos e pela criminalidade”, por isso defendeu que os meios de comunicação denunciem “os que querem oprimi-los”.

Coleman disse que em países como Equador, Argentina, Venezuela e México a liberdade de imprensa está ameaçada por fatores políticos ou pela criminalidade, que fazem com que a profissão de jornalista possa ser considerada perigosa.

A assembleia da SIP, inaugurada hoje após três dias de reuniões preliminares sobre o futuro do jornalismo e a liberdade de expressão no continente, será concluída amanhã.

Participaram do ato inaugural o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da cidade, Gilberto Kassab.