Sindicato de servidores do BC promete paralisação

A "convocação" está sendo feita pelo Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central, que planeja uma paralisação das atividades na primeira parte do dia

Brasília – Os servidores do Banco Central que chegam para trabalhar na manhã desta sexta-feira, 29, recebem um convite para participar de assembleia geral, às 9h30, em frente à sede da instituição.

A “convocação” está sendo feita pelo Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), que planeja uma paralisação das atividades da autarquia na primeira parte do dia.

Conforme explicou nesta quinta-feira, 28, à reportagem o coordenador de Comunicação do Sinal, Luís Carrijo, o objetivo do movimento é chamar atenção para a pauta de reivindicações das carreiras.

A mobilização está prevista para ocorrer nas nove regionais do BC, mas a expectativa é que uma maior adesão ocorra em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. “É mais um setor dentro do governo que está insatisfeito e se mobilizando”, afirmou ontem.

Do panfleto recebido pelos servidores, consta a pauta de reivindicações: 1) reposição salarial, data-base, etc; 2) equiparação entre carreiras da casa, recuperação da paridade histórica dos técnicos, etc. 3) diárias, indenização de transportes, Pasbc, ação dos 28,86%; 4) PECs 147-A e 555; 5) paralisação parcial até 12h00 de hoje.

Na frente da autarquia, também já está estacionado um carro de som, que convoca os funcionários do BC a aderir à paralisação, e cadeiras de plástico estão organizadas para a realização da assembleia.