Sindicalistas abaixam as calças na Câmara em protesto a MP

Manifestantes protestavam conta a aprovação do texto-base da MP 664, e foram retirados do plenário

Brasília – Manifestantes ligados à Força Sindical mostraram as nádegas na galeria da Câmara em protesto contra aprovação do texto-base da Medida Provisória 664, que muda as regras para a concessão de pensão por morte.

A votação foi marcada por tumulto e empurra-empurra.

Foram 277 votos à favor, 178 contra e uma abstenção.

Os sindicalistas, que passaram toda a votação hostilizando os governistas, foram retirados da galeria.

Mais uma vez PMDB, PT, PRB, PSD, PR, PCdoB e PROS votaram com o governo. O PDT se somou ao bloco oposicionista e votou contra a MP.

Contrariando mais uma vez a recomendação de seu partido, o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) disse que votou sim porque “o PT destruiu o Brasil”.

Na semana passada, o parlamentar também votou à favor da MP 665. “Não quero que as pessoas continuam perdendo o emprego, sem poder pagar a conta de luz”, justificou no microfone.