Sete são baleados na mesma região de SP e dois morrem

Crimes ocorreram nas zonas norte e sul da capital paulistana

São Paulo – Sete pessoas foram baleadas por volta das 22h30 desta terça-feira (4), no Parque Figueira Grande, região do Jardim São Luiz, na zona sul da capital, por dois homens em uma moto. Até o final da madrugada desta quarta-feira, duas das vítimas tinham morrido; as demais permaneciam internadas no pronto-socorro do M’ Boi Mirim e Hospital Regional Sul.

Escoltados por outro veículo, os dois ocupantes da moto pararam em frente a um bar, na Rua Sebastião Dias Fragoso, e abriram fogo. Quatro pessoas foram atingidas, entre elas uma mulher de 35 anos, que trabalha como cozinheira de uma creche. Na sequência, na mesma rua, a 100 metros do bar, a dupla disparou contra dois homens que estavam na calçada. Ambos morreram.

Minutos depois, um homem foi ferido a tiros na Rua Giosué Carducci, no Jardim Boa Vista, na mesma região. A vítima permanecia internada. O local do crime fica a apenas um quilômetro de onde ocorreram os dois primeiros ataques. A polícia acredita que foram os mesmos atiradores.

Bombeiro

No início da madrugada desta quarta-feira, um soldado dos Bombeiros, acompanhado da mulher, foi atacado por dois jovens quando chegava em casa, no Jardim Almanara, região da Vila Brasilândia, na zona norte de São Paulo. O militar e a mulher, em veículos separados, foram surpreendidos segundos após estacionarem os carros, um frente ao imóvel, o outro na garagem da casa, na Avenida Itaberaba.

Após entrar com o veículo, o soldado foi abordado pela dupla que chegou aos gritos de “Vai morrer, vai morrer!”. O militar conseguiu se esconder atrás do carro e ordenou que a mulher se protegesse, enquanto atirava contra os desconhecidos. No tiroteio, um deles, um adolescente, foi atingido na cabeça e encaminhado para o hospital de Vila Nova Cachoeirinha. O comparsa do menor conseguiu fugir. O casal saiu ileso e registrou o caso no 13º Distrito Policial, da Casa Verde.