Serra diz que não foi convidado para encontro entre Dilma, FHC e governadores

Ex-governador de SP ressalta, no entanto, que a apoia a parceria entre os governos

São Paulo – Fim do mistério. Após inúmeras especulações sobre a ausência de José Serra no encontro realizado na semana passada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, o próprio tucano esclereceu o assunto nesta terça-feira. “Não fui convidado.”

Em seu blog oficial, Serra disse que ‘há certas coisas sérias que chegam a ser engraçadas”. “Cheguei a ser criticado em editoriais por supostamente ter me recusado a participar (do evento). Antes de mais nada: não compareci porque não fui convidado. É simples assim. Isso não é reclamação ou desculpa; trata-se apenas de um fato objetivo.”

O encontro, que reuniu a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e os governadores de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, marcou o o lançamento do programa “Brasil sem Miséria” na região Sudeste.

Apesar de não ter sido convidado, José Serra deixou claro que apoia o acordo. “Diga-se que endosso o sentido do encontro e a parceria feita. A união das três esferas da Administração é vital para o bom andamento dos programas sociais.”

Candidato do PSDB a presidente da República em 2010, o político salientou que “sempre defendeu a parceria de prefeituras, governos do estado e União em benefício dos mais pobres”. E concluiu: “Já que defendo o jornalismo como precisão, sugiro uma pesquisa: o PT, sim, quando na Prefeitura de São Paulo, evitou parcerias com o governo federal, do PSDB, tanto no Bolsa Escola como no Bolsa Alimentação.”