Sentimento majoritário é deixar reforma para 2018, diz relator

Temer afirmou nesta terça que é "fundamental" votar a reforma este ano, mas já admitiu que isso pode ficar para o início de 2018

Brasília  – O relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), disse nesta terça-feira que o sentimento majoritário é de deixar a votação da proposta para o ano que vem.

“Hoje julgo que majoritariamente há condições de deixar para o ano que vem”, disse Oliveira Maia a jornalistas, após evento do presidente Michel Temer com lideranças empresariais em busca de apoio para a aprovação da reforma. “A gente sente hoje muita gente defendendo esta tese.”

Temer afirmou nesta terça que é “fundamental” votar a reforma este ano, mas já admitiu, assim como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que isso pode ficar para o início de 2018.