Senadora Regina Sousa processará Danilo Gentili por racismo

A senadora, que não se sentiu diminuída por ter sido comparada a uma "tia do cafezinho", ponderou, porém, que o comentário foi racista e preconceituoso

Brasília – A senadora Regina Sousa (PT-PI) anunciou em Plenário que vai acionar judicialmente o apresentador do SBT Danilo Gentilli. No último dia 11 de maio, durante a sessão que decidiu o afastamento da presidente Dilma Rousseff, Danilo Gentili comentou no Twitter que Regima Souza não parecia uma senadora, mas sim “uma tia do café”.

A senadora fez questão de dizer que não se sentia diminuída por ter sido comparada a uma “tia do cafezinho”, afinal foi “quebradeira de coco”.

Regina ponderou, porém, que o comentário foi racista e preconceituoso. Ela lembrou que Gentili tem sido recorrente em “comentários maldosos, principalmente em relação às mulheres”.

Regina ainda destacou que a maioria dos seguidores do Twitter do apresentador reagiu mal ao comentário e condenou a atitude dele.

— Mas eu não vou deixar barato para o Danilo Gentili. Não é questão de indenização, mas eu vou representá-lo em nome das tias do cafezinho. O que vier dessa ação que vou fazer será dedicado às mulheres que servem cafezinho — disse a senadora, nesta quarta-feira (18).

Em aparte, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apoiou a senadora e classificou a fala de Gentili como “fascista”.

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) também manifestou apoio a Regina Sousa. E o senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) disse que o comentário do apresentador foi “uma falta de respeito”.

Governo Temer

Regina Souza também criticou as primeiras medidas do governo interino do presidente Michel Temer. Ela lamentou a escolha do primeiro escalão, sem mulheres e sem representantes de minorias, e o fim dos ministérios da Cultura e da Previdência.

Para a senadora, os primeiros dias de Temer têm sido de “trapalhada atrás de trapalhada”.