Senador propõe que cédulas de dinheiro tenham data de validade

O senador Petecão acredita que isso vai estimular a circulação das notas e desencorajar a corrupção

São Paulo – O senador Sérgio Petecão, do PSD do Acre, apresentou uma proposta curiosa à Comissão de Assuntos Econômicos: ele sugere que as cédulas de real tenham data de validade impressa em alto relevo.

Ele explicou, em entrevista à Rádio Senado, que a intenção é aumentar a circulação das notas e evitar o “entesouramento” de dinheiro na casa das pessoas.

Petecão disse que teve a ideia a partir da operação da Polícia Federal que descobriu um bunker onde o ex-ministro Geddel Vieira Lima guardava 51 milhões de reais em dinheiro vivo.

“Eu fiquei pensando quantos Geddel tem espalhado nesse Brasil. Eu penso que tem muito dinheiro escondido ainda, que foi desviado de forma ilícita, e o objetivo do meu projeto é que nós possamos tentar inibir que o dinheiro venha para o mercado de uma forma ilícita e impedir que esse dinheiro seja lavado na eleição de 2018”, disse ele à rádio.

A validade seria determinada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), segundo o texto do Projeto de Lei 435/2017.

É possível dar uma opinião sobre a proposta no site do Senado, e, até a publicação da reportagem, havia mais de 8 mil votos contra, e apenas 185 a favor.