Senado libera FGTS para comprar títulos da Caixa

Como foi aprovado com emendas, o texto deve retornar à Câmara dos Deputados, que havia aprovado o projeto na semana passada

São Paulo – O Senado Federal aprovou nesta terça-feira o projeto de lei complementar que autoriza o Conselho Curador do FGTS a comprar instrumentos híbridos de capital e dívida da Caixa Econômica Federal.

Como foi aprovado com emendas, o texto deve retornar à Câmara dos Deputados, que havia aprovado o projeto na semana passada.

O texto prevê que um fundo do FGTS possa comprar até 15 bilhões de reais em instrumentos de capital da Caixa.

O banco tem pressa dos recursos para reforçar seu nível de capital e enquadrar-se aos níveis de Basileia III.

Segundo uma fonte familiarizada com o banco, ainda há expectativa de que o assunto seja novamente votado pela Câmara ainda em 2017.

“Tem um acordo com o Rodrigo Maia (presidente da Câmara dos Deputados) para tentar votar ainda este ano”, disse a fonte, sob condição de anonimato.

No fim de junho, o índice de Basileia da Caixa era o menor dentre os grandes bancos, de 13,6 por cento, ante piso requerido pelo Banco Central de 11 por cento. O índice do Itaú Unibanco era 18,4 por cento, o Banco do Brasil tinha 18 por cento. O Bradesco tinha 16,7 por cento e o do Santander Brasil era de 16,5 por cento.