Senado aprova indicação de 4 autoridades

Sérgio Kukina, cuja indicação para o STF foi aprovada pelo Senado, substituirá ministro Hamilton Carvalhido

Brasília – Às vésperas do recesso parlamentar, o plenário do Senado aprovou na tarde desta terça-feira (18) o nome de quatro autoridades indicadas pelo governo Dilma Rousseff que precisam passar pelo crivo da Casa. Foram aprovados Sérgio Kukina para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), Rosana dos Santos Alcântara para a diretoria da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e de dois embaixadores, Maria Luiza Ribeiro Viotti para ocupar o posto de embaixadora na Alemanha e Luiz Alberto Figueiredo de Machado, como representante permanente do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU).

Agora o Senado votará a Medida Provisória 579/2012, que altera as regras para as renovações das concessionárias de energia. A matéria foi aprovada nesta terça pelo plenário da Câmara dos Deputados.

O primeiro a ter seu nome aprovado em plenário, por 58 votos a favor e cinco contra, foi o procurador de Justiça do Paraná Sérgio Kukina. No final de novembro, ele teve o nome aprovado por unanimidade pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Kukina substituirá o ministro Hamilton Carvalhido, aposentado em maio de 2011. “A escolha do ministro Kukina é uma aquisição da melhor qualidade para o Judiciário brasileiro”, afirmou o senador Jorge Viana (PT-AC), que chegou a fazer campanha por outro candidato.

Em seguida, os senadores aprovaram, por 57 votos a sete, a indicação de Rosana dos Santos Alcântara para a Ancine. Em terceiro, os parlamentares apoiaram, com 54 votos a seis, o nome de Maria Luiza Ribeiro Viotti para ocupar o cargo de embaixadora na Alemanha. Ela já ocupara o posto de representante brasileira na ONU. E, por último, Luiz Alberto Figueiredo de Machado teve 57 votos favoráveis e seis contrários para ocupar o cargo de representante permanente do Brasil na ONU.