Sem-teto ocupam prédios do governo em São Paulo

Todos os edifícios pertencem à União e, segundo os sem-teto, os terrenos estão em processo de liberação para construção de moradias populares

São Paulo – Um grupo de moradores sem-teto ocupou na madrugada de hoje (3) cinco prédios na capital paulista e região metropolitana. Todos os edifícios pertencem à União e, segundo os sem-teto, os terrenos estão em processo de liberação para construção de moradias populares. Duas das cinco construções foram desocupadas durante a manhã.

Por volta das 11h, um grupo de sem-teto estava reunido na Praça Princesa Isabel, na região central de São Paulo. Segundo a organização do movimento, os manifestantes sairão em passeata até a sede da Secretaria do Patrimônio da União, localizada na Avenida Prestes Maia.
A organização informa que, de acordo com o resultado da reunião que ocorrerá no local, eles decidirão se mantêm os três prédios ocupados e se reocupam os dois liberados na manhã de hoje.

Os sem-teto reivindicam agilidade nos processos de liberação dos terrenos que, segundo eles, estão paralisados há mais de dez anos.

Os prédios invadidos são um edifício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), na Avenida Nove de Julho, um edifício pertencente ao Banco do Brasil, situado na Rua Dr. Penaforte Mendes, um prédio na Rua Cruzeiro do Sul, no bairro Barra Funda, e um outro na Avenida Senador Teotônio Vilela, no bairro Cidade Dutra, todos na capital paulista. Além destes, um edifício na cidade de Cajamar, na região metropolitana de São Paulo foi ocupado.