Se depender de mim, não apoio nem Bolsonaro nem Haddad, diz Márcio França

Contrariando o partido do qual faz parte, Márcio França optou pela neutralidade para disputar o governo de São Paulo

São Paulo – O candidato do PSB ao governo paulista, Márcio França, sinalizou no começo da tarde desta segunda-feira, 8, que vai optar pela neutralidade no segundo turno da disputa presidencial entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). “Se depender de mim, não apoio nem Bolsonaro nem Haddad”, disse a jornalistas, antes de almoço no Palácio dos Bandeirantes.

França busca, com esta indicação, manter distância na disputa nacional, sem desagradar a eleitores de ambos os lados.

Em São Paulo, Bolsonaro obteve 53% dos votos válidos e Haddad, 16%.

Desta forma, o pessebista disse ainda que “São Paulo pode dar o exemplo de união para o País”.

Sobre a posição do PSB, cuja executiva nacional recomendou o não voto em Bolsonaro, França minimizou e disse que agora a eleição mais importante para o partido é em São Paulo.