Saúde registra 85 mortes por gripe H1N1 este ano

Há uma concentração maior de ocorrências nos Estados da Região Sul, principalmente em Santa Catarina

Brasília – Dados do Ministério da Saúde indicam o registro de 790 casos de gripe H1N1 no País e um total de 85 mortes. Há uma concentração maior de ocorrências nos Estados da Região Sul, principalmente em Santa Catarina, onde foram contabilizados 458 casos da doença, com 35 mortes. No entanto, segundo o Ministério da Saúde, é pouco provável que ocorra uma epidemia, como a de 2009, quando 2.060 pessoas morreram.

Os números sobre os registros da doença em 2012 são de 28 de junho, os mais recentes disponíveis no Ministério. De acordo com a Pasta, a maior incidência de casos em Santa Catarina fez com que uma equipe de técnicos fosse deslocada no meio de junho para o Estado para acompanhar a situação.

Outra providência adotada pelo Ministério foi autorizar o envio para os Estados da Região Sul e São Paulo de 51 mil caixas de medicamentos para tratamento da doença. Conforme a Pasta, a medida foi preventiva e teve o objetivo de evitar que ocorra o desabastecimento do medicamento oseltamivir, vendido comercialmente com o nome de Tamiflu. Também foi autorizado o encaminhamento para os Estados de mais de um milhão de doses extras da vacina que poderão ser aplicadas em doentes crônicos.

Além da imunização por meio da vacinação, o Ministério ressaltou que muitos brasileiros estão protegidos contra o vírus porque tiveram uma infecção natural desde 2009. De acordo com a Pasta, há estimativas de que até 30% da população possa ter contraído o vírus.

O Ministério recomendou aos profissionais de saúde que prescrevam rapidamente o medicamento a pacientes com síndrome gripal e integrantes de grupos vulneráveis, como portadores de doenças crônicas, antes mesmo do recebimento de resultados de exames laboratoriais ou do surgimento de sinais de agravamento da doença. Para os pacientes, o Ministério orienta que procurem rapidamente um serviço de saúde quando surgirem os sintomas da gripe (febre, com tosse ou dor de garganta e de cabeça ou dor nos músculos e articulações).