Santos lamenta acidente da escola Sangue Jovem

O carro alegórico se dirigia para o local onde ficaria estacionado quando seus motoristas perderam o controle e atingiram um cabo de alta tensão

São Paulo – O Santos lamentou nesta terça-feira, através de comunicado, o acidente com um carro alegórico da escola de samba Sangue Jovem, composta por torcedores do clube, que deixou quatro mortos e seis feridos.

‘O Santos FC lamenta o acidente ocorrido com um dos carros alegóricos da Escola de Samba da Torcida Sangue Jovem, na madrugada desta terça-feira’, diz a nota divulgada pelo clube.

‘O Clube está solidário à dor dos familiares e amigos e informa que está oferecendo todo o apoio a eles e à Torcida neste momento difícil’, acrescenta o comunicado.

O acidente ocorreu por volta de 1h30 da madrugada desta terça-feira, durante o desfile das escolas de samba do carnaval de Santos.

O carro alegórico já tinha atravessado o sambódromo e se dirigia para o local onde ficaria estacionado quando seus motoristas perderam o controle e atingiram um cabo de alta tensão.

O choque provocou um curto-circuito, e três pessoas que estavam no carro, além de um espectador, morreram eletrocutados. Outras seis pessoas ficaram feridas no incêndio causado.

O acidente deixou o sambódromo e algumas ruas próximas sem luz por várias horas e obrigou as autoridades municipais a cancelar o resto das atividades previstas para o carnaval.

A Sangue Jovem é uma escola de samba formada por integrantes de uma torcida organizada do Santos. O carro alegórico, chamado ‘O Rei da Bola’, dedicado ao ídolo Pelé, era parte de um desfile sobre a riqueza da herança africana.