Santander se desculpa por apontar pior economia com Dilma

Em comunicado, o Santander disse que o texto recebido pelos clientes de sua categoria "Select" não condiz com a visão do banco

São Paulo – O Banco Santander pediu desculpas nesta sexta-feira por uma análise enviada a seus clientes com renda superior a R$ 10 mil segundo a qual a reeleição da presidente Dilma Rousseff poderia afetar negativamente a economia brasileira.

Em comunicado, o Santander disse que o texto recebido pelos clientes de sua categoria “Select” não condiz com a visão do banco.

“O Santander Brasil vem a público esclarecer que o texto enviado a um segmento de clientes, que representa apenas 0,2% de nossa base, em seu extrato mensal, e repercutido por alguns meios da imprensa hoje, não reflete, de forma alguma, o posicionamento da instituição”, disse a instituição.

“O referido texto feriu a diretriz interna que estabelece que toda e qualquer análise econômica enviada aos clientes restrinja-se à discussão de variáveis que possam afetar a vida financeira dos correntistas, sem qualquer viés político ou partidário. Sendo assim, o Banco pede desculpas aos clientes que possam ter interpretado a mensagem de forma diversa dessa orientação, e reitera sua convicção de que a economia brasileira Brasileira seguirá sua bem-sucedida trajetória de desenvolvimento”, acrescenta a nota.