Salles: extinguir pasta dedicada às mudanças do clima gerará eficiência

Segundo ele, há nessa e em outras áreas do ministério um "inchaço" que precisa ser reduzido para melhorar a gestão da pasta

Brasília – O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles afirmou que a decisão de enxugar a área da pasta encarregada de tratar de mudanças climáticas foi tomada tendo em vista o ganho de eficiência. Segundo ele, há nessa e em outras áreas do ministério um “inchaço” que precisa ser reduzido a um tamanho que permita melhorar a gestão da pasta.

Salles extinguiu a Secretaria de Mudanças do Clima e Florestas e a substituiu pela Secretaria de Florestas e Desenvolvimento Sustentável. A área de mudanças climáticas passará a ser gerida por uma assessoria especial, a ser criada.

“A melhor forma de gerir as políticas de Meio Ambiente é termos um ganho de eficiência. E para isso temos que ter órgãos na medida e tamanho que permitam que sejam geridos efetivamente”, disse Salles. “Não adianta nada ter uma megaestrutura, totalmente inchada só para fazer jogo de cena.”