Russomanno reúne aliados amanhã para decidir 2º turno

Derrotado, candidato reúne amanhã partidos aliados para decidir quem apoiar

São Paulo – O candidato do PRB, Celso Russomanno, admitiu há pouco a derrota na disputa pela prefeitura de São Paulo e disse ter ligado para os candidatos que irão disputar o segundo turno, José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT), para parabenizá-los. Amanhã, Russomanno terá reuniões com os partidos que apoiaram sua candidatura – além do seu partido (PRB), PTB e quatro outros pequenos partidos – para decidir qual candidato a coligação derrotada irá apoiar no segundo turno.

“A gente vai discutir isso em conjunto. Zera tudo a partir de agora”, afirmou Russomanno, que não aparentava abatimento com a derrota, enquanto correligionários e familiares do candidato choravam, durante entrevista à imprensa. Russomanno disse que estava feliz pelos mais 1,3 milhões de votos recebidos na disputa.

Russomanno atribuiu ao pouco tempo na TV, durante o horário eleitoral gratuito, e a sucessão de ataques feitos à sua candidatura por adversários a sua abrupta queda nas pesquisas nas últimas duas semanas e a derrota na eleição paulistana. “Os partidos se uniram e nos bombardearam”, disse o candidato.

Indagado se teria algum problema em apoiar Haddad no segundo turno, após tê-lo chamado de “mentiroso”, Russomanno não respondeu e disse apenas que decidiria sobre o assunto amanhã.

Segundo o candidato, os partidos que apoiaram sua candidatura formam um “grupo unido” mesmo após sua derrota. Participarão das conversas que definirão o candidato que receberá o apoio de Russomanno no segundo turno o presidente do PRB, Marcos Pereira, o presidente estadual do PRB, Campos Machado, e o candidato a vice na chapa de Russomanno, Flávio D’Urso.