RS receberá US$ 89 mi do BID para modernizar rede elétrica

Os fundos serão administrados pela Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT)

Washington – O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou nesta quinta-feira um empréstimo de US$ 88,7 milhões para ampliar e modernizar a infraestrutura elétrica do Rio Grande do Sul.

Os fundos serão administrados pela Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT) para ”atender a crescente demanda e melhorar a confiabilidade do serviço”.

O empréstimo do BID conta com garantia soberana e ajudará a financiar o programa Pró-Energia, destinado a assegurar a construção da infraestrutura elétrica necessária para suportar o aumento da demanda durante a Copa do Mundo de 2014.

Entre as obras que serão financiadas figuram a ampliação da pequena central hidrelétrica de Ijuizinho II e a reabilitação e modernização das centrais de Itaúba e Passo para melhorar a eficiência operacional e reduzir os custos de manutenção.

Segundo uma nota de imprensa do organismo internacional, se espera, além disso, que o projeto gere entre 1,5 mil e 1,6 mil empregos diretos durante a construção e que a ampliação de Ijuizinho II evite uma emissão equivalente a 15 mil toneladas de dióxido de carbono anualmente.

O crédito tem um prazo de 25 anos e conta com um período de carência de quatro anos.

O financiamento do BID será complementado por recursos da CEEE-GT com fundos provenientes de um empréstimo da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) no valor de US$ 59,1 milhões, e por isso o custo total do projeto sobe para US$ 147,8 milhões.