Rompimento de dique atinge 700 casas em Porto Alegre

"É a maior tragédia de derramamento de água [em Porto Alegre] depois da grande enchente de 1941", declarou o secretário de Defesa Civil, Ernesto Teixeira

Brasília – O rompimento de um dique de contenção da represa do Rio Gravataí, na madrugada de hoje (31), provocou alagamento no bairro Sarrandi, em Porto Alegre. Segundo o secretário de Defesa Civil, Ernesto Teixeira, cerca de 700 casas foram atingidas. “É a maior tragégia de derramamento de água [em Porto Alegre] depois da grande enchente de 1941”, avaliou Teixeira em entrevista por telefone à Agência Brasil.

A prefeitura informou ainda que o trecho fissurado passa por reconstrução com areia e brita. De acordo com o secretário da Defesa Civil, a água ainda está subindo, porque o dique ainda não foi totalmente recuperado. Funcionários da prefeitura trabalham no local desde a 1h.

Os moradores atingidos estão sendo removidos para Escola Municipal Liberato Vieira da Cunha. A prefeitura providenciou alimentação para cerca de mil pessoas afetadas pelo rompimento. De acordo com a prefeitura, não há registro de feridos.

Segundo a prefeitura, as causas do rompimento estão sendo apuradas. Como medida de segurança, foi interrompida a transmissão de energia elétrica na região durante a noite e o início da manhã, mas o fornecimento já foi normalizado.