Rodoviários mantêm greve de ônibus em Porto Alegre

A categoria não aceitou o reajuste de 7,5% e insistiu na reivindicação de 14%

Porto Alegre – Uma assembleia dos rodoviários rejeitou a proposta feita pelas empresas e manteve a paralisação do transporte coletivo de Porto Alegre, na manhã desta terça-feira, 04.

A categoria não aceitou o reajuste de 7,5% e insistiu na reivindicação de 14%, acabando com a expectativa de que iria colocar os ônibus em circulação durante a tarde.

A paralisação chegou ao seu nono dia nesta terça-feira. Sem os ônibus, o transporte coletivo se tornou precário na capital gaúcha. A prefeitura autorizou o sistema seletivo de microônibus e carregar passageiros em pé e as vans e microônibus escolares a operar no transporte coletivo.

Mesmo não autorizados, transportadores clandestinos também passaram a oferecer serviços nas ruas de Porto Alegre. Essas alternativas, somadas à carona solidária e ao uso de táxis, evitaram que a cidade parasse. Os usuários do transporte coletivo enfrentam longas esperas, mas a maioria tem conseguido chegar ao trabalho.