Rio destinará ICMS do álcool e cigarro a dependente químico

O governador Sérgio Cabral, destacou que espera que a inciativa torne o Rio uma referência na redução de uso de drogas

Rio de Janeiro – Com lideranças religiosas nas primeiras filas, o deputado federal Filipe Pereira (PSC) foi nomeado hoje (25) pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, para a nova Secretaria Estadual de Prevenção à Dependência Química. O governador assinou o decreto que criou a secretaria em evento no salão nobre do Palácio Guanabara, nesta segunda-feira, 25, e adiantou que o orçamento do órgão contará com 2% de todo o ICMS arrecadado com a venda de cigarros e bebidas alcoólicas.

Em seu discurso, o governador destacou que espera que a inciativa torne o Rio uma referência na redução de uso de drogas e disse que a atuação da secretaria não ficará restrita às drogas ilícitas: “Falamos muito da cocaína e do crack, mas não vamos esquecer o álcool, nem nenhuma dependência química de remédios”.

Entre as principais funções da nova secretaria está a contratação de leitos para o tratamento da dependência química, por meio de convênios. Sérgio Cabral defendeu a cooperação com entidades religiosas de todas as denominações e com outras secretarias, como a de Educação e de Assistência social, para coordenar o tratamento e a prevenção às drogas.

Em sua primeira entrevista coletiva como secretário, Filipe Pereira enfatizou a importância da obtenção de lugares para o tratamento de dependentes químicos. Ele disse que um dos focos de seu trabalho será a recuperação dos dependentes da cracolândia da Avenida Brasil, na Zona Norte.