Ricardo Barros anuncia saída do Ministério da Saúde em cerimônia

O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, era o nome mais cotado para pasta, mas a indicação entrou em compasso de espera

Brasília – O ministro da Saúde, Ricardo Barros, que deixaria o cargo ontem, anunciou na tarde desta terça-feira, 27, em cerimônia no Palácio do Planalto, que agradecia ao presidente Michel Temer pela oportunidade e que estava de fato se despedindo do Ministério da Saúde.

“Agradeço pela oportunidade e hoje me despeço do cargo”, disse Barros, que deixará o posto para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados pelo PP do Paraná.

Barros aproveitou ainda cerimônia de entrega de insígnias da Ordem do Mérito Médico para fazer uma espécie de balanço de suas ações na pasta. O ministro – que deve apresentar a sua carga de demissão ainda hoje – afirmou, por exemplo, que sua gestão conseguiu fazer economia em diversas áreas, como na compra de medicamentos.

Conforme mostrou hoje o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, era o nome mais cotado para pasta, mas a indicação entrou em compasso de espera.

A mudança ocorreu sexta, durante uma reunião de Temer com o presidente do PP, Ciro Nogueira. O assunto será retomado amanhã de manhã, numa nova reunião entre Temer e Nogueira.

Após admitir que pode se lançar à reeleição, Temer vai aproveitar as últimas semanas de ministros que serão candidatos nos cargos para fazer nos próximos dias uma série de eventos e também viagens pelo País.