Reunião da CPMI da Petrobras é cancelada novamente

Na reunião estava prevista a votação de 392 requerimentos, dentre os quais estava o que convoca a ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Poza

Brasília – Com apenas oito parlamentares presentes, a reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista da Petrobras foi cancelada hoje (2) por falta de quórum. Pela manhã, a reunião da CPI da Petrobras, exclusiva do Senado, também caiu por falta de quórum. Esta foi a terceira vez consecutiva que a reunião da CPMI foi cancelada devido à ausência dos parlamentares.

Na reunião da CPMI, estava prevista a votação de 392 requerimentos. Para que ocorresse, era necessária a presença de pelo menos 11 dos 32 titulares da comissão. Entre os requerimentos previstos na pauta estavam o que convoca a ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Poza.

Novo encontro da CPMI foi convocado para o próximo dia 10, quando será ouvido o depoimento do ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró. “As razões de calendário dentro do período eleitoral próximo impedem a presença dos companheiros”, disse o presidente da CPMI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB).

O prazo para o encerramento da CPMI termina no dia 7 de dezembro, mas com o atraso no andamento das investigações, os parlamentares já admitem a possibilidade de prorrogar por 30 dias os trabalhos da comissão. “Vamos ver o termômetro da CPMI com relação a isso também”, disse Rêgo.