Renan defende análise rápida da nova meta fiscal

O presidente do Congresso defendeu que a mudança de meta fiscal apresentada pelo governo tenha uma rápida tramitação no Legislativo

O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), defendeu nesta terça-feira que a mudança de meta fiscal apresentada pelo governo tenha uma rápida tramitação no Legislativo e disse ainda que o Brasil precisa ter um “Orçamento real”.

“Do ponto de vista do Brasil, o que couber ao Legislativo fazer, é fundamental que o faça logo. Nós precisamos criar saídas para o país. Nós precisamos refazer o caminho da economia real, facilitar de todas as maneiras. Eu acho que o que precisar ser feito, precisa ser feito rapidamente”, disse Renan a jornalistas.

Nesta terça-feira, os Ministérios da Fazenda e do Planejamento anunciaram em comunicado que enviaram para o Congresso a estimativa de que o déficit primário do governo central neste ano ficará em 51,8 bilhões de reais. Em documento, o governo também informou que o rombo estimado pode ser maior caso precise pagar as pedaladas fiscais, mas não divulgou o montante.

Em declarações feitas antes de o governo anunciar a estimativa do rombo fiscal de 2015, Renan defendeu que “o Orçamento, quanto mais real, melhor”.

“A confiança que o brasileiro quer é exatamente essa, saber o que está acontecendo do ponto de vista do Orçamento, o que acontecerá com relação à previsão de receita, de despesa. Quanto mais real, quanto mais verdadeiro, melhor”, avaliou.