Rejeitos de Brumadinho chegam a São José da Varginha, a 98 km da barragem

Sedimentos estão caminhando pelo rio Paraopeba

São Paulo — O monitoramento do Ministério de Minas e Energia informou nesta quinta-feira (31), que os rejeitos da barragem da mina do Córrego do Feijão, da Vale, chegaram ao município de São José da Varginha, a 98 quilômetros de Brumadinho.

A informação foi divulgada pela Secretária de Comunicação do governo federal.

Pouco antes da divulgação, o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, destacou em coletiva de imprensa em São Paulo outras duas medidas tomadas pelo governo federal no âmbito da tragédia.

Rêgo Barros afirmou que a missão do Exército de Israel na cidade mineira chegou ao fim com êxito e que ela transferiu a responsabilidade de maneira ordenada para a equipe de resgate brasileira.

“Os comandantes brasileiros elogiaram a equipe que veio ao Brasil pela grande e importante contribuição profissional para a operação de resgate de vítimas”, afirmou Rêgo Barros.

O porta-voz disse ainda que as empresas de telefonia que operam na região de Brumadinho cumpriram as decisões judiciais de quebra de sigilos de dados telefônicos.

Houve o repasse de informações como nome de usuário, CPF, Imei do aparelho e data e hora do último registro.

O pedido tem como objetivo facilitar a identificação de pessoas que possam estar desaparecidas no local.