Rejeição e aprovação de Bolsonaro estão empatadas em 33%, aponta Datafolha

Com isso, Bolsonaro é o presidente de primeira viagem com a pior avaliação a esta altura do mandato desde Fernando Collor de Mello

São Paulo — Uma pesquisa do Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (8), apontou que, depois de 6 meses do governo do presidente Jair Bolsonaro, o Brasil está dividido. Para 33% dos brasileiros, o presidente faz um trabalho ótimo ou bom e, para outros 33%, um trabalho ruim ou péssimo. E 31% acreditam que o governo tem sido regular.

A pesquisa anterior, divulgada em abril, teve um resultado pouco diferente do atual. Há três meses, 30% consideravam o governo ruim ou péssimo, 33% regular e 32% como ótima ou boa.

Com isso, Bolsonaro é o presidente em primeiro mandato com a pior avaliação a esta altura desde Fernando Collor de Mello, em 1990.

A pesquisa apontou ainda uma queda na fatia de entrevistados que preveem uma gestão ótima ou boa de 59% em abril para 51% agora, enquanto a opinião de que será regular subiu de 16% para 21% e o pessimismo ficou estável dentro da margem de erro, de 23% para 24%.

Para 61%, Bolsonaro fez menos do que o esperado, enquanto 22% consideram o desempenho dentro do previsto e 12% avaliam que o presidente superou a expectativa — em linha com os resultados da pesquisa de abril.

Para realizar a pesquisa, o Datafolha ouviu 2860 pessoas com mais de 16 anos, em 130 cidades. A margem de erro é de dois pontos percentuais, tanto para mais quanto para menos.

(Com Reuters)