Reforma trabalhista

O governo federal anunciou, nesta quinta-feira, um projeto de reforma trabalhista, que será encaminhado ao Congresso. O ponto mais polêmico tem a ver com a jornada, que pode chegar até 12 horas diárias. Os limites de 44 horas semanais e 220 horas mensais ficam mantidos. O texto da lei atual estabelece um limite máximo de 8 horas diárias de trabalho podendo ser acrescidas de apenas 2 horas extras. Durante a coletiva de imprensa, não ficou claro o que será considerado hora extra. Acordos sobre marcação de ponto também passam a se sobrepor à lei. Confira, abaixo, os principais pontos anunciados pelo ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira.

http://infogr.am/de5f5b38-7a4e-4ed0-8260-8f9aa721861a