Reforma trabalhista segue para outras duas comissões

O texto passará para a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e, sendo aprovado, seguirá para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ)

Com a aprovação do relatório da reforma trabalhista esta tarde na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, o texto passará para a Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Segundo o relator da matéria nas duas comissões, senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), o parecer deverá ser apresentado já na sessão programada para esta quarta-feira, 7.

Em seguida, deverá ser dada vista coletiva de uma semana. O governo prevê que o projeto poderá ser aprovado no plenário do Senado ainda em junho.

Se o cronograma citado por Ferraço for cumprido, o parecer poderá ser votado durante a próxima semana na CAS – provavelmente antes do feriado, dia 14.

Aprovado, o texto segue para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Lá, o calendário dependerá do presidente da comissão, Edison Lobão (PMDB-MA).

Caso Lobão e o relator na CCJ, Romero Jucá (PMDB-RR), tentem acelerar a tramitação, poderia haver acordo para, eventualmente, levar o texto diretamente ao plenário do Senado imediatamente.

Caso contrário, poderá ser dada vista coletiva ao projeto, que ficaria para ser votado na semana seguinte, entre os dias 26 e 30.