Redução de velocidade faz número de acidentes cair 35% em SP

O índice de letalidade do trânsito paulistano diminuiu para 8,97 mortes a cada 100 mil habitantes, segundo a CET

São Paulo – O índice de letalidade do trânsito paulistano diminuiu para 8,97 mortes a cada 100 mil habitantes.

Em junho, a média chegava a 9,62 mortes. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), esse número representa uma diminuição de 175 vítimas em acidentes de trânsito.

No mesmo período, houve uma queda de 35% no número de acidentes, o que é atribuído à redução da velocidade de vias da cidade, como as marginais Pinheiros e Tietê.

Os dados foram apresentados pelo secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, durante a abertura do Fórum Via Futuro, que se encerra nesta quinta-feira, dia 12, em São Paulo.

De acordo com o secretário, a Prefeitura também vai reforçar medidas de mobilidade do Programa de Proteção à Vida, tais como investimentos na implantação de faixas de travessia diagonais para pedestres, criação de áreas exclusivas para motocicletas e bicicletas em semáforos e na promoção do uso de ciclovias.

Um dos principais objetivos é atingir a meta de diminuição de mortes no trânsito instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), que delimita o número de até seis mortes para cada 100 mil habitantes até 2020.

Nos primeiros oito meses do ano, o número de vítimas no trânsito da capital reduziu em 20,3% em relação ao mesmo período de 2014, o que representa 686 vítimas. Até o fim do ano, a Prefeitura pretende estender a redução de velocidade para 700km de vias.