Receita pede aos EUA informações sobre investigação da Fifa

Com base no Acordo de Intercâmbio de Informações Fiscais, o órgão espera ter acesso a provas e documentações que ainda não estão no Brasil

Brasília – A Receita Federal informou nesta sexta-feira, por meio de nota à imprensa, que já acionou o Internal Revenue Service (IRS) – a Receita dos Estados Unidos – para identificar elementos da operação ligada à Fifa, que provocou a prisão de sete dirigentes na última quarta-feira.

Com base no Acordo de Intercâmbio de Informações Fiscais, o órgão espera ter acesso a provas e documentações que ainda não estão com a Receita no Brasil.

O órgão brasileiro afirmou ainda que investiga desde 2002 fraudes de pessoas jurídicas e físicas ligadas ou com relação comercial com entidades relacionadas ao futebol nacional ou regional.

Conforme a Receita, desde então foram cobrados R$ 4,47 bilhões em tributos, multas e juros dessas empresas e pessoas físicas. No período, foram realizadas três operações especiais de fiscalização, em que 96 pessoas jurídicas e físicas foram investigadas.

De acordo com a Receita, algumas pessoas citadas nas investigações do órgão brasileiro também estão ligadas às fraudes investigadas pelo Poder Judiciário dos Estados Unidos e, por razões de sigilo fiscal, não foram nominadas.